Porquê contratar um designer de interiores?

Posted on

Nos dias que correm, e com a vida atarefada que levamos, é normal não teres tempo para te dedicares à casa. Sendo assim, quando se pensa em mudança ou até mesmo em fazer um pequeno “restyling” em alguma divisão, é normal pensarmos que o conseguimos fazer sozinhos, sem recorrer à ajuda de um profissional.

Além deste fator, também existe a ideia que recorrer ou contratar o serviço de um designer de interiores pode ter um custo elevado, o que muitas das vezes faz com que anulemos essa hipótese por completo.

Mas existem aspetos, ao contratar um profissional, que temos de considerar que são compensadores, ou seja, a falta de tempo para tomar as decisões mais adequadas, pensar que temos noções de decoração e acabamos por comprar por impulso e na hora de conjugar as peças estas não se ligam, saber o que queremos fazer mas não saber como executar, etc. Ao recorrer à ajuda de um profissional, este procurará as melhores soluções e ofertas que o mercado apresenta. Todo este processo tem de ser vivido de uma forma tranquila e feliz.

Antes de contratares o designer, convém fazeres uma pesquisa sobre o mesmo, não te esqueças que vai surgir uma grande partilha a nível pessoal entre ti e o profissional, logo tem de existir uma grande empatia e confiança entre ambos.

Por norma, o designer tem um portfólio, no qual apresenta o seu percurso profissional e parte dos trabalhos executados, assim podes conseguir visualizar se te identificas com o mesmo. Através da internet é fácil adquirir essa informação, ou então procurar referências entre amigos ou familiares.

Após teres tomado a decisão sobre a escolha de quem vai cuidar da tua decoração, convém começar a pensar no que pretende transmitir, tal como o estilo que mais gostas, as cores preferidas e as que não gostas de todo, se gostas de madeiras, lacados, vidro, etc., para que no “briefing” passes o máximo de informação possível ao profissional e ele possa dar início ao processo criativo.

Consumada esta primeira abordagem, será apresentada uma proposta de honorários de acordo com os serviços acordados para tua apreciação. Ao aceitares dás início a uma das melhores experiências da tua vida na área da decoração.

   

Após esta breve descrição que explica porque se deve contratar um designer de interiores, vamos enumerar as vantagens que esta tua decisão acarreta:

  • Vocacionado e direcionado para esta área, está sempre a par de novas tendências, apresentando ideias inovadoras e adequadas ao espaço, nunca esquecendo o lado funcional, prático e estético, acrescentando experiência e conhecimento.
  • Através de um “briefing”, o profissional, com a sua vasta experiência, consegue fazer um estudo prévio do espaço a intervir e do estilo de vida dos clientes.
  • De forma a evitar gastos desnecessários ou custos extras, o profissional apresenta soluções equilibradas ao teu projeto/obra e orçamento. Obterás assim o espaço com que sempre sonhaste com um custo controlado e prazos garantidos.
  • Têm muitas parcerias e conhecimentos nas diversas áreas intervenientes, tais como, carpinteiros, pintores, eletricistas, etc. Aconselhar técnicos com muita experiência e da sua confiança é um bom ponto de partida para o bom sucesso da execução do trabalho.
  • Uma casa assinada por um designer de interiores é sempre uma mais-valia e uma vantagem na valorização do imóvel na hora de o vender.

Contrata um designer de interiores e dá forma aos teus sonhos. Em conjunto desenvolvem de forma feliz o que sempre idealizas-te.

 

Fonte: https://www.idealista.pt/

 

Decorar a casa com madeira: as tendências para 2022-2023

Posted on

Desde salas, quartos, casas de banho e espaços exteriores, há muitas formas de usar a madeira na decoração. Eis algumas ideias arrojadas.

A madeira natural na decoração da casa está na moda. O mundo das tendências de design e decoração evolui e renova-se ano após ano, sendo sensível de forma especial às mudanças sociais e adaptando-se a novos padrões e hábitos.

Para esta temporada, marcada pela pandemia, especialistas da área como o CENFIM (Centro de difusão da tecnologia da madeira e do mobiliário da Catalunha) ou Gabarró Hermanos propõem os seguintes conceitos como tendências para 2022-2023:

‘Time to Heal’ 

Essa tendência representa a importância do autocuidado pessoal e do bem-estar emocional no lar ou no espaço a ser reformado. Uma tendência que teve e continuará a ter protagonismo no ambiente doméstico, à medida que se torna um espaço para o autocuidado. O objetivo é curar através do espaço.

Projeto de Gabarró

          Gabarró

 

Dentro desta linha decorativa, encontramos as seguintes expressões:

 ‘Home-therapy’: estilo que preconiza materiais quentes como a madeira, sendo as suas propriedades holísticas muito importantes. Madeiras e produtos com efeitos curvos e tons suaves, assim como o compensado, são os elementos mais adequados para este tipo de ambiente.

Projeto de Gabarró
Gabarró
Projeto de Gabarró
Gabarró

– ‘Sleep-tight’: tendência funcionalista, racional, sóbria e elegante. Tons escuros de cinza, preto e castanho destacam-se: produtos com efeito mármore, nogueira, ébano ou wengué podem ser aliados perfeitos para esse estilo.

 

Projeto de Gabarró

          Gabarró

 

‘Green-Pocalypse’

Uma tendência que preconiza o retorno ao contacto com o ambiente natural em todas as áreas, para neutralizar os efeitos das atuais mudanças climáticas.

Nesta linha também temos várias tendências:

– ‘Rewilding’: a natureza ganha espaço à cidade, invadindo e integrando-se na paisagem urbana. Espaços renovadores para impulsionar economias baseadas na natureza. Uma solução para as duas crises que existem hoje: a perda da diversidade e do clima. Natureza e designs biofílicos inspirados na natureza entram em casa. O tamanho das janelas e portas aumenta, para estar cada vez mais perto do mundo exterior e natural.

Projeto de Gabarró
Gabarró

Projeto de Gabarró
Gabarró

– ‘Meditative Spaces’ : a natureza passa a ser uma fuga do stress e do trabalho, e traduz-se em espaços pensados ​​para o sossego, com toques místicos. Introspectivo por natureza. Um novo senso de espiritualidade.

O surgimento da internet e as novas formas de comunicação que veiculam esse sentimento de abertura ao mundo sem barreiras geram um sentimento de ansiedade e emoção em partes iguais. Isso tem feito com que o ser humano reflita e desacelere, em busca de experiências mais simples, próximas e com maior significado. Conectar-se profundamente com o significado da vida. Fuga da tecnologia. Evitar o barulho para se reconectar consigo mesmo, que é algo cada vez mais procurado em casa.

Móveis calmantes, estética, formas místicas … Forma brutalista de se relacionar com a natureza.

Projeto de Gabarró
Gabarró

‘Conscious Deceleration’

Num mundo hiperconectado, em mudança e de consumo, esta tendência está comprometida com uma visão mais local, próxima e ética dos produtos. Uma reavaliação em que os processos lentos e elaborados e os materiais cuidadosos são muito apreciados.

Projeto de Gabarró
Gabarró

Dentro desta tendência, encontramos a linha:

– ‘High-end-craft’: o artesanato e as técnicas ou produtos tradicionais chegam ao patamar do luxo e visam contar uma história que emociona, transmite tranquilidade e que vem de empresas e marcas transparentes e socialmente comprometidas. Destacam-se os produtos naturais, com texturas terrosas, imperfeitas ou inacabadas, tanto em pisos quanto na decoração e móveis.

Projeto de Gabarró
Gabarró

Tendências para decoração de quartos em 2021

Posted on

Tendências para decoração de quartos em 2021

Tradicionalmente, o quarto é um local de descanso e um refúgio para recuperar energias e preparar-se para enfrentar novos dias atarefados e apressados. Na maioria das vezes, é também o local mais personalizado da casa, onde encontramos mais objetos pessoais, recordações e itens do dia-a-dia. Por isso, importa que a decoração esteja em concordância com a função do espaço, sendo por isso, fulcral existir uma harmonia entre os elementos decorativos e os pertences de cada pessoa. Todos os anos surgem novas tendências decorativas e em 2021 não foi exceção, muito embora este esteja a ser um ano atípico por conta da pandemia, – tal como 2020 o foi. Se está a pensar em remodelar o seu quarto ou modificar alguns pormenores do espaço para que este ganhe uma nova vida, atente a estas 5 tendências que podem ser a chave para aquilo que procura.

Elementos Naturais

elementos naturais casa

Trazer a natureza para dentro de casa é sempre uma boa ideia, mas essa não é a única forma de adicionar elementos naturais ao seu quarto e seguir esta tendência de decoração de interiores de 2021. Pode fazê-lo através da incorporação de materiais como a madeira, o vime, o rattan. Por exemplo, porque não apostar num chão de madeira ou num cesto de vime para guardar as suas almofadas? A escolha das cores também ajuda a remeter para a sensação de quietude, liberdade e de contacto com a natureza. Aposte nos tons brancos, azeitonas, verdes secos e beges claros para conseguir criar este tipo de ambiente.

Minimalismo

Menos é mais e esta máxima parece estar a ser seguida religiosamente em 2021. Para isso, muito contribuiu a guru de organização japonesa, Marie Kondo, e o seu método revolucionário, KonMari, sobre o qual já existem séries e livros para o ajudar a seguir. A premissa é simples: um espaço com menos caos e desorganização visual, promove a concentração, o foco e reduz os níveis de stress e ansiedade. Por isso, para estes ambientes, dá-se primazia às linhas retas, cores suaves, ao minimalismo escandinavo e à luz natural, que juntos, criam uma sensação refrescante, simples e atemporal. ‘

Cabeceira de cama

cabeceira de cama

O mais importante é escolher uma que se adapte ao seu estilo de decoração. Tenha em mente que a cama e a sua cabeceira são elementos centrais num quarto e que provavelmente não irá trocar de móveis de estação em estação. Por isso, escolha um design intemporal, que satisfaça as suas preferências pessoais, promova uma boa qualidade de sono e se encaixe no ambiente do quarto.

Deixe a luz entrar

Escolher as cortinas certas para o seu quarto é meio caminho andado para criar um ambiente leve, respirável, convidativo e luminoso. Lembre-se que um espaço arejado aumenta os níveis de produtividade e confere boa disposição. Por isso não se acanhe: deixa a luz entrar e que transforme por completo a atmosfera do seu quarto. Para esta tendência muito contribui o tecido que escolhe para ornamentar as suas janelas. Para tirar melhor partido da luz natural da sua casa, maximizando-a, opte por cortinas de tecido transparente ou semi-transparente em tons claros, capazes de filtrar e difundir a luz por toda a divisão, ao mesmo tempo em que evitam a luz direta do sol.

Cores

Embora as cores neutras pareçam a ser muito populares – como os brancos e os beges – tem-se assistido ao uso recorrente de uma cor de destaque nos apontamentos de decoração do quarto. Uma das tendências de 2021 é criar uma parede de destaque recorrendo a cores como o azul marinho, o laranja acobreado ou o cinza.

Fonte: https://www.imovirtual.com/

Porquê utilizar o Home Staging para vender ou arrendar casas?

Posted on

Hoje, explicamos porque é importante usar (e bem) as técnicas do home staging para vender ou arrendar uma casa e os cuidados a ter em conta no caso de se receber visitas, de forma a causar boa impressão aos eventuais compradores/inquilinos.

Já reparaste que o marketing é utilizado na venda de qualquer produto desde uma simples garrafa de água ao último grito da moda?
O home staging pode ser visto como o marketing do produto imobiliário: valorizando a tua casa, vais dar-lhe vantagens concorrenciais face aos outros imóveis presentes no mercado e vais torná-la mais apetecível para os potenciais clientes.

Seduzir o comprador
Em 90% dos casos, a compra de uma casa faz-se por impulso, pelo encanto que consegue na primeira visita. O comprador toma geralmente a sua decisão nos primeiros 90 segundos da visita. Para isso, tens de conseguir que o visitante se imagine a viver na tua casa. Esta projeção torna-se difícil num espaço ocupado, cheio de móveis, de bibelots, de fotografias pessoais ou outros objetos que impedem que o comprador veja o potencial da casa.

O objetivo é agradares ao maior número possível de compradores, e para isso tens de dar à tua casa um ambiente de “casa modelo”. Evidentemente, não está em causa o teu gosto pessoal, mas a criação de um ambiente e de uma organização visual que promova a venda/arrendamento.

Vantagens do home staging

Ganho de tempo…
Ao aplicares as técnicas do home staging em casa consegues comercializá-la de forma muito mais rápida. Se conseguires seduzi-los, eles vão fazer rapidamente uma proposta para não correrem o risco de perder a casa.

…e de dinheiro!
A maior parte das pessoas não quer gastar dinheiro para preparar a casa de onde vão sair. É um erro! Pensa no exemplo do carro: vais comprar um carro que está sujo, ou que lhe falta um retrovisor, ou que está riscado? E se sim, não vais oferecer um valor muito mais baixo por ele?

A maior parte das técnicas de home staging são simples e não muito caras. Mas não hesites em investir em algumas alterações: substituir o lava-loiça estragado, pintar uma parede vermelha, reparar azulejos partidos, etc. A ideia é eliminar os motivos de negociação.

Seguindo as regras do home staging, deves criar um ambiente e uma organização que tem como objetivo seduzir os potenciais compradores. Por isso opta por um estilo não muito marcado e as palavras de ordem são espaço, luz, limpeza, melhoramentos e arrumação.

Alguns números:

  • Um imóvel demora, em média, 90 dias para ser vendido
  • A decisão de comprar uma casa é feita nos primeiros 90 segundos da visita
  • A compra de um imóvel é 9 em 10 vezes feita por impulso
  • Um imóvel valorizado segundo as regras do home staging vende-se duas vezes mais rapidamente
  • O orçamento de um serviço home staging é, em média, de 0,5 a 3% do valor total do imóvel
  • O retorno do investimento pode atingir 5 a 10 vezes o montante investido no home staging.

Por toda a Europa o home staging é um conceito largamente utilizado. Em Portugal ainda é relativamente recente, mas já existem vários serviços de home staging com resultados comprovados.

A importância de fazer uma check list para conseguir vender ou arrendar a casa

És do género de pessoa que tem sempre a casa impecável? O perfil do “arrumadinho”? Se não és, o melhor é fazeres uma check list e todos os dias antes de saíres de casa verificares se está tudo em ordem!

Lembra-te que a partir de agora a tua casa é uma casa de visitas! A impressão com que vão ficar da tua casa é fundamental no processo de decisão. É importante que mal entrem se sintam tão bem que comecem logo a imaginar como vão viver ali.

Aqui fica um breve check-list para que nada falhe no momento-chave:

Cozinha:

  • Lava-loiças, torneiras e todos os elementos de metal devem estar a brilhar
  • Forno, frigorífico e máquinas limpos
  • Bancadas limpas e arrumadas (sem nada à vista)
  • Loiça arrumada
  • Lixo despejado e nada de sacos de reciclagem à vista

Sala e sala de jantar:

  • Vidros a brilhar
  • Todos os objetos visíveis são os previstos da decoração
  • Superfícies limpas sem pó à vista
  • Luzes acesas incluindo uma vela de cheiro

Quartos:

  • Roupa suja no cesto para lavar
  • Camas feitas e almofadas direitas
  • Objetos pessoais do quotidiano (livros, óculos, etc.) arrumados nas gavetas
  • Brinquedos arrumados nas caixas ou prateleiras

Casa de banho:

  • Impecavelmente limpa
  • Caixote do lixo fora da vista
  • Produtos de beleza arrumados
  • Tampa da sanita para baixo

Exterior:

  • Relva regada e cortada sem lixo à vista
  • Brinquedos e bicicletas arrumados
  • Entrada limpa e arrumada

Primeira impressão:

  • Nada de maus odores (animais, cigarro, lixo, etc.)
  • Temperatura agradável (pensa em aquecer a casa no inverno)
  • Tudo bem aspirado
  • Cortinas e estores abertos para deixar a luz entrar livremente
  • Casacos, sapatos, bibelots, etc. arrumados no armário

 

Fonte: https://www.idealista.pt/

 

Como fazer um espaço pequeno parecer maior? Estas dicas são infalíveis

Posted on

O número de acessórios de decoração, a quantidade de mobílias e as tonalidades são aspetos a ter em conta.

 

Decorar espaços é para muitos um desafio. E torna-se ainda maior quanto mais pequena for a divisão. Há vários aspetos a ter em conta para não tornar uma divisão pequena parecer ainda mais pequena. O número de acessórios de decoração, a quantidade de mobílias e as tonalidades quando escolhidas com peso e medida podem fazer milagres e fazer com que um espaço com poucos metros quadrados possa parecer maior.

Conhece estas três dicas dos especialistas para tornar uma divisão pequena incrivelmente aconchegante e ampla:

Reduzir acessórios de decoração

Ter muitos acessórios de decoração num espaço pequeno pode dar a impressão de que a divisão está sempre desarrumada e que ainda é mais pequena. Por isso reduzir os elementos decorativos pode ser uma boa opção. Na hora de escolher, “optar por alguns acessórios maiores em vez de uma grande coleção de peças mais pequenas” pode ser uma boa solução, refere Laura Akahoshi, diretora de design da Property Staging Services, que salienta ainda a importância de “limitar a gama de cores a apenas um tom com mais destaque”.

Uma boa forma de o fazer é remover os móveis usados para colocar vários e pequenos elementos decorativos e deixar intencionalmente o espaço mais vazio. Em vez, podes colocar estantes para livros, com espaço para organizar a arrumação de forma não visível, por exemplo.

 

Atenção ao peso visual da cor

As tonalidades são um elemento central no processo decorativo. Aquelas que chamam mais a atenção – as mais brilhantes e ousadas –, devem ser usadas nos espaços pequenos, mas com cautela já que serão um ponto de atração.

Para Laura Akahoshi, “encher prateleiras com livros de todas as variedades e cores pode fazer uma sala parecer mais escura e apertada”. Como solução podes usar capas de livros de cores neutrasplantas e peças decorativas feitas de vidro ou metal para refletir a luz.

As tonalidades das paredes e do mobiliário também são importantes. Usar cores claras nestes elementos poderá dar um novo brilho ao espaço e a impressão de que é mais amplo. Segundo Rohini Arya, proprietária da Treehouse Home Staging & Redesign, usar “tons mais suaves e leves pode fazer o espaço parecer maior” e recomenda ainda usar a mesma família de cores para os móveis e estofos.

Embora o branco tenha sido sempre uma escolha clássica de tinta para espaços pequenos, os proprietários não devem sentir-se limitados aos tons de creme e casca de ovo. Por exemplo, os tons suaves da terra podem ser usados para tornar os pequenos espaços mais vibrantes, ao mesmo tempo que ainda são suficientemente neutros para recuar para o fundo, permitindo que o mobiliário e os acessórios se sobressaiam.

 

Não exagerar na mobília

Elementos grandes como sofás têm um grande impacto num espaço pequeno. E, por isso, é importante considerar o ‘design’ e a disposição de movéis de forma ponderada. “Se houver demasiada mobília numa divisão, pode-se sempre redistribuí-la noutro local da casa ou colocá-la num armazém”, recomenda Andrea Bailey da Staging by Andrea. Isto porque para fazer um espaço pequeno parecer maior é importante substituir a mobília volumosa por peças mais pequenas com pernas expostas. Pendurar cortinas longas a fluidas a partir do teto é outro truque para dar a impressão de que os tetos são mais altos.

 

Fonte: https://www.idealista.pt/

Fotos: Pixabay

 

Vantagens de contratar um decorador profissional

Posted on

São inúmeros os motivos que levam alguém a contratar um decorador profissional: não têm tempo, sabem o que querem mas não sabem executar, não têm noção nenhuma de decoração e/ou daquilo que querem especificamente para a sua casa. Um decorador profissional tanto pode decorar uma casa inteira como uma divisão apenas… mas será essa uma boa opção?

 

Vantagens

  • Faz um estudo prévio da casa e do lifestyle dos seus proprietários para enquadrar na proposta que apresentará.
  • Tem largos conhecimentos e experiência em todo o tipo de matéria relacionada com decoração – desde o aproveitamento de espaço, escolha de cores, tipo de tintas, têxteis, padrões, texturas, à disposição de mobília, conjugação de todas as peças, melhor tipo de iluminação, criação de ambientes temáticos, etc.
  • Analisa e trabalha todos os projetos não só de um ponto de vista estético, mas também em termos práticos e funcionais.
  • Sempre atentos às atuais tendências do mercado e devido à sua experiência, podem sugerir ideias inovadoras e sobre as quais nunca teria pensado.
  • Pode ajudar duas pessoas a chegarem a um consenso relativamente a divergências sobre como decorar o quê.
  • Conhecem e têm muitas parcerias com outros profissionais da área da decoração: arquitetos, pintores, carpinteiros, fábricas de revenda, etc, que pode revelar-se muito vantajoso para os clientes.
  • Será uma experiência menos stressante, pois terá um profissional para tratar e a lidar com todas as outras pessoas necessárias ao projeto, ou seja, não tem de se preocupar em encomendar o sofá ou supervisionar a pintura das paredes.
  • São peritos em trabalhar dentro do orçamento pré-estabelecido pelo cliente.
  • Ter a sua casa assinada por um decorador profissional de renome – um orgulho e uma vantagem na hora de vendê-la, por exemplo.

 

Fonte: https://eudecoro.com/

DECORAR A SUA CASA NESTE OUTONO / INVERNO

Posted on
Living Room winter decor

Com a chegada do Outono e do tempo mais frio é natural que queira aproveitar mais o conforto do seu lar. Com isso, vem também a vontade de trazer de volta uma decoração mais aconchegante e mais acolhedora.

Nesta temporada as tendências na decoração de interiores reflectem isso mesmo, tecidos confortáveis, texturas suaves, cores ricas.

Algumas dessas tendências incluem apontamentos em materiais escuros. Os detalhes em negro são óptimos para criar um espaço moderno e muito elegante.

Por oposição à “escuridão” do negro vem a suavidade e as madeiras em tons claros, tendência inspirada no estilo escandinavo. O uso de texturas suaves, formas orgânicas e materiais naturais transforma as casas em ambientes calmos, onde o conforto é a regra.

Scandinavian style decor Scandinavian style decor Scandinavian style decor

Outra forte tendência desta estação e já de algumas temporadas são os tons profundos de jóias, como esmeralda, safira ou ametista. A incorporação dessas cores na decoração da casa torna o ambiente instantaneamente mais elegante, especialmente se falarmos de estofos em veludo.

Green Velvet Sofa

Para a maioria de nós não é possível fazer alterações de grande escala sempre que a estação do ano muda. Uma das formas mais simples de conseguir esse aspeto e sensação de calor e aconchego, que esta época do ano apela, sem ter de mudar mobiliário ou fazer grandes alterações, é trazendo de volta cores, texturas, acessórios e iluminação que invoquem essas sensações.

Com simples alterações consegue trazer para dentro de sua casa o calor que começa a faltar nos dias cada vez mais escuros e frios. Use e abuse das texturas principalmente em lã, flanela e tecidos tricotados, como por exemplo nas mantas e nas almofadas.

Seguindo a tendência de voltar ao natural, alguns acessórios podem ser substituídos para deixar a sua casa mais actual e de acordo com a nova estação. Substitua peças em plástico ou metal por objectos decorativos em fibras naturais e sintéticas, como cestos em palha ou vime.

knit blanket knit blanket Wicker basket

Importante também pode ser a iluminação escolhida que pode ser a sua principal aliada para deixar o espaço mais claro e luminoso, uma vez que naturalmente nesta época do ano a luminosidade no exterior é menor. Aposte em pontos focais indirectos, spots e luminárias. Aposte em “looks clean” e suaves que irão conferir a luminosidade desejada.

Outra simples alteração podem ser os tapetes. Opte por tapetes felpudos, ideais para responder ao apelo da época, em tons mais sóbrios e terrosos harmonizando com a tonalidade dos outros acessórios da sua divisão.

Floor Lamp Floor Lamp

Estas são apenas algumas dicas, tendências e inspirações que poderá aplicar ou não no seu lar. Mas o que é realmente importante é dar o seu toque pessoal ao seu espaço. Procure o estilo que melhor o defina a si, à sua família, às suas necessidades e gosto pessoal.

Inspire-se, aconselhe-se, consulte-nos para o ajudarmos.

Temos todas as soluções que procura!

Bem-Vindo ao Blog!

Posted on

Bem-Vindo ao Blog!

Este blog pretende ser um portal que partilha tudo o que de mais importante está a acontecer no mercado da arquitetura e design de interiores.

Estar por dentro das tendências de design e decoração é um tema cada vez mais explorado pelo público em geral e pelos nossos clientes em particular, por isso, a intenção deste blog é trazer as notícias e novidades sobre este fascinante mundo.

Vamos aprofundar temas como tendências do mercado, estilos de decoração, dicas de como modernizar os seus espaços, bem como, os eventos mais importantes do segmento.

Pretendemos partilhar consigo as nossas inspirações, desafios, desenvolvimento de conceitos e processos criativos na busca de soluções inovadoras, vanguardistas e ecléticas nos projetos e produtos que desenvolvemos para os nossos clientes.

Entre neste mundo connosco!